Buscar
  • Marcela Argollo

Contratam-se mulheres para CEO e cargos de alta gestão

Pesquisas mostram que o número de mulheres ocupando cargos de liderança tem crescido bastante nas últimas décadas. Elas têm demonstrado com muita competência que são tão eficazes quanto os homens para assumir posições importantes e estratégicas dentro das empresas. Segundo estas pesquisas, mulheres de 30 a 49 anos ocupando cargos de alta gestão aumentaram de 31,9% em 2003 para 42,4% em 2017.

E porque esse crescimento de mulheres em cargos de alta gestão está crescendo e tem tendência em crescer mais?

Porque as empresas estão percebendo as qualidades que a mulher pode trazer de benefícios para a organização que são estas:

·        Orientação às pessoas: São sociáveis, expressivas e próximas, oferecendo assim muito potencial na conclusão de delas e negociações para a organização.

·        Tendência à cooperação: Isto faz com que o trabalho em equipe seja mais natural, já que elas são ativas na inclusão e contenção das pessoas. Também preocupam-se para que os processos sejam organizados e fluidos.

·        Capacidade de agir em muitas direções: Mulheres contam com a capacidade inata de pensar e agir de forma multitarefa, ou seja, em muitas direções ao mesmo tempo, conseguindo assim analisar de forma mais ampla o problema e seus efeitos. Isto representa uma vantagem no momento de tomar decisões e enfrentar crises.

·        Liderança horizontal: A liderança feminina é inclusiva, encoraja a participação e compartilha o poder e a informação com aqueles que lidera. Atualmente chamada de gestão em rede, que estimula que todos da equipe e organização possam trabalhar na resolução do problema de forma mais completa. Essa liderança tende a criar e a fortalecer as identidades de grupo.

·        Predomínio do emocional: Em geral, as mulheres estão mais aptas a entender o lado humano das pessoas e gerar altos níveis de empatia, creio que isto deva estar relacionado com o lado mãe que toda mulher tem dentro de si, mesmo essa não sendo ainda mãe. Elas possuem também uma maior resiliência e tem mais habilidade em dosar as palavras a serem ditas em momentos de conversas difíceis e negociações.

·        Maior predisposição à mudança: Seu estilo é inovador, com um firme sentido da qualidade, centrado na pessoa, adaptável, comunicativa e persuasiva.

Todos esses skills que a mulher possui estão em linha com as características que o líder do futuro necessita (abordado no artigo anterior).

Essa mudança de mindset nas organizações, em relação as qualidades e benefícios que a mulher pode agregar a empresa é fundamental para o crescimento da aceitação das mulheres no mercado de trabalho. Temos que começar a enxergar também os pontos positivos do sexo feminino, e não somente o fato de que ela possui uma família para gerir e filhos para educar.


0 visualização
 

Formulário de Inscrição

11-987717712

©2020 por Marcela Argollo. Orgulhosamente criado com Wix.com