Buscar
  • Marcela Argollo

Esporte e o mundo corporativo

Creio que tudo na vida possui 2 lados: o lado bom e o lado ruim. Isso não seria diferente com o esporte. Ele nos fornece características muito boas as quais já abordamos anteriormente, porém ele também nos fornece características que devemos ter a maturidade e conseguir lidar com elas na nossa vida, principalmente profissional.

Falamos no post passado sobre a característica mais difícil de ser mudada no mindset de um atleta que é a relação ganha-perde para a relação ganha-ganha, já que no esporte inevitavelmente um ganha e o outro perde.

As características desenvolvidas por um atleta as quais necessitamos exercitar o autoconhecimento e saber gerenciar essas emoções fora do esporte são:

- Competitividade, que gera uma comparação natural ex: João corre 5 km com pace de 4’31 e eu corrro 5km com pace de 5’01, portanto João é “melhor” do que eu. Essa competitividade e comparação gera nos um grande desgaste emocional, talvez sem necessidade. Com essa competitividade aflorada e a vontade (Garra) de melhoria continua, gera naquele individuo uma outra característica a ser avaliada que é o perfeccionismo. A necessidade da busca continua por melhoria. A vontade dessa busca por melhorias sim é muito importante, porém em excesso gera uma ansiedade e contínua frustração por nunca estar bom o suficiente. Lembre-se: o ótimo é inimigo do perfeito.

Outra característica que se pode verificar em um atleta em um ambiente empresarial é a sua autocrítica que vem com uma frustração implícita. Sempre se cobrando que poderia fazer melhor do que já foi realizado. Chega um momento que temos que aceitar que aquilo está bom por enquanto, que sim podemos melhora-lo, mas não precisamos nos auto mutilar pois não entregamos o perfeito. Entregamos o melhor que conseguimos com as ferramentas nos fornecidas e o tempo nos dado.

A grande virada de chave de pensamento deve ser: nem melhor nem pior, apenas diferente. Em uma organização, necessitamos de diversidade para conseguimos atingir melhores resultados, e que cada um irá contribuir com as suas melhores características. E ok se você não tem todas elas, naturalmente não terá pois você não é perfeito, mas terá algumas outras importantes, que somadas com outras do seu parceiro de equipe fará com que os objetivos traçados sejam alcançados.

E como podemos trabalhar para controlar essas características em nós:

- Autoconhecimento

- Auto responsabilidade: Aceitação do que você é e das suas limitações

- Meditação


2 visualizações
 

Formulário de Inscrição

11-987717712

©2020 por Marcela Argollo. Orgulhosamente criado com Wix.com