Buscar
  • Marcela Argollo

How to become a lifelong learning?

Com o mundo VUCA que estamos vivendo e com constantes mudanças, cada vez mais nós, seres humanos teremos que aprender a nos reinventar, afinal conforme pesquisa da revista exame, até 2030 1/3 dos postos de trabalho no Brasil serão substituídos por robôs.

O que nos faz entrar em uma zona de vulnerabilidade e incerteza tremenda, pois fomos educados a seguir uma carreira sólida e estável na vida. Entrar em uma faculdade renomada, em um curso de graduação tradicional, escolher uma empresa sólida para construir a carreira e se aposentar lá. Isso já era! No mundo atual, temos que ser indivíduos “T”s, aqueles que são generalistas, que sabem sobre todo o ambiente, porém especialistas em uma área específica!

Teremos também mais do que 1 carreira, aliás, conforme pesquisa de Harvard cada indivíduo terá em média 17 carreiras distintas. Pois um ser humano tem várias paixões e pode atuar em todas elas, porque não?

E como viver neste novo mundo? Como conseguir se reinventar e se adaptar a essa nova realidade? A resposta é simples, porém requer esforços. A primeira coisa a se fazer é aprender a desaprender e reaprender novamente. O tão famoso termo “lifelong learning”. É estarmos aptos a aprendizado constante, pois as coisas estão mudando muito rapidamente e com isso nosso conhecimento sobre assuntos ou sobre tecnologias, vira obsoleto!

Para conseguirmos aprender a aprender com mais facilidade, creio que devamos abrir a mente e começar a inserir em nossas vidas alguns novos hábitos que fará com que esse aprendizado venha de forma mais tranquila e extrair da nossa mente crenças limitadoras que prejudicam nosso aprendizado.

Como o cérebro aprender as informações? Através da memória de longo prazo. E como conseguimos obter essas memórias? Conseguindo realizar uma junção entre a informação/memória com algum sentimento ou experiência, é possuir expertise naquilo. Quando nós temos expertise em uma área, a forma de vivenciarmos o conteúdo é diferente, pois nós conseguimos atribuir sentido à informação.

Ao longo dos últimos anos percebi que conseguimos aumentar nosso grau de aprendizado através de algumas atitudes que são elas:

- Aprendizado mútuo e cooperação – troca de experiências com demais pessoas

- Criar o hábito da leitura e da escrita

- Ensinar / liderar pessoas

- Experimentar formas diferentes de aprendizado, desta forma você consegue ter uma outra visão sobre aquele mesmo assunto.




"Aprender é a única coisa de que a mente nunca se cansa, nunca tem mendo e nunca se arrepende." Da Vinci

E como podemos incentivar nossos filhos a serem esses eternos aprendizes?

- Encorajando sempre a curiosidade

- Educando pelo exemplo e sendo você mesmo um lifelong learning

- Dando a eles frases de positivas de encorajamento diário

- Dando suporte a vulnerabilidade de risco e possíveis

- Proporcionando novas experiências com novas visões

- Incentivando o convívio com a diversidade


“ O aprendizado contínuo é o requisito básico para o sucesso de um indivíduo”.

Convido a todos vocês a mudarem suas crenças e hábitos e embarcarem nesta jornada de eterno aprendiz!


0 visualização
 

Formulário de Inscrição

11-987717712

©2020 por Marcela Argollo. Orgulhosamente criado com Wix.com