Buscar
  • Marcela Argollo

Sobre princípios e condutas

Nossos princípios de conduta ética são as práticas e posturas que temos em relação ao nosso modo de ser e como nos relacionamos com as outras pessoas. A ética se baseia em 4 princípios. São eles: respeito pelas pessoas (compaixão e empatia); autonomia, justiça e beneficência.

O ser humano (e os atletas, mais notoriamente, em particular), é movido por desafios e conquistas. Para se ter uma jornada de melhorias contínuas e alcance de metas é muito importante respeitar cada etapa, cada degrau. Fugir da rotina e da zona de conforto é fundamental para o crescimento – tanto do ser humano como de uma empresa. Porém, deve-se levar em consideração como foram construídos os alicerces da base da nova etapa.

Em meio à nova era em que estamos vivendo, desenvolver um coeficiente de adaptabilidade é fundamental para que se possa sobreviver às constantes mudanças que o mundo globalizado está nos trazendo. Para que isso ocorra é preciso ter coragem para aceitar os sentimentos e emoções que a vulnerabilidade traz consigo. É preciso, também, não ter medo do novo, do desconhecido – ou melhor – é aceitar o fracasso como uma oportunidade e um degrau para desenvolvimento. Saber trabalhar a angustia e ter resiliência de conseguir reunir forças mesmo quando se está inundado de problemas e ambiguidade não é uma tarefa fácil. Porém, como diz o ditado: A fé move montanhas…. Ter convicção e firmeza de que nossas condutas estão embasadas nos nossos valores e princípios como individuos faz com que sigamos sempre firmes e consistentes para conquistar nossos propósitos.

O desafio mostra-nos que existe um grau de dificuldade para se alcançar algo. E, para o nosso psicológico, quanto maior o desafio maior também será a vontade de superá-lo e, consequentemente, alcançar o triunfo.

Portanto, tenha muito claro qual seu propósito, quais mini-metas existem para conseguir alcançar seu propósito, quais são os seus valores inegociáveis – aqueles que irão reger sua conduta ao longo do percurso -, e o mais importante; haverá dias muito solitários, sem apoio e muito difíceis, mas nunca deixe que isso faça com que você perca a força motriz que tem dentro de você!

1 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Cresci ouvindo a frase: você tem que viver “dormindo com o inimigo”. No último mês me peguei pensando, refletindo e desafiando a interpretação dessa frase. Aprendi nos meus últimos 4 anos que para con

A Era industrial trouxe consigo alguns marcos importantes no modo de agir das organizações e colaboradores. Na década de 1920 emergiu a produção em massa, passando pela eficiência nos meados de 1950,

Uma das consequências do mundo globalizado e competitivo em que estamos vivendo hoje é a síndrome de burnout (distúrbio causado pelo esgotamento físico e mental dos profissionais), resultando assim em